Páginas

quinta-feira, 15 de março de 2018

Questão do Enem 2017 sobre Urbanização


01-A configuração do espaço urbano da região do Entorno do Distrito Federal assemelha-se às demais aglomerações urbanas e regiões metropolitanas do país, onde é facilmente identificável a constituição de um centro dinâmico e desenvolvido, onde se concentram as oportunidades de trabalho e os principais serviços, e a constituição de uma região periférica concentradora de população de baixa renda, com acesso restrito às principais atividades com capacidade de acumulação e produtividade, e aos serviços sociais e infraestrutura básica.

CAIADO, M. C. A migração intrametropolitana e o processo de estruturação do espaço urbano da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno. In: HOGAN, D. J. et al. (Org ). Migração e ambiente nas aglomerações urbanas. Campinas: Nepo/Unicamp, 2002.
A organização interna do aglomerado urbano descrito é resultado da ocorrência do processo de
a) expansão vertical.
b) polarização nacional.
c) emancipação municipal.
d) segregação socioespacial.
e) desregulamentação comercial.

Gabarito D

sábado, 25 de novembro de 2017

Sobre o blog

Boa noite a todos que acessam o blog. Estou me organizando para postar mais questões e outras informações sobre Geografia. Em breve.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Questões do Enem sobre Agricultura e Questão Agrária



01-(Enem 2012) A irrigação da agricultura é responsável pelo consumo de mais de 2/3 de toda a água retirada dos rios, lagos e lençóis freáticos do mundo. Mesmo no Brasil, onde achamos que temos muita água, os agricultores que tentam produzir alimentos também enfrentam secas periódicas e uma competição crescente por água.
MARAFON, G. J. et al. O desencanto da terra: produção de alimentos, ambiente e sociedade. Rio de Janeiro: Garamond, 2011.
No Brasil, as técnicas de irrigação utilizadas na agricultura produziram impactos socioambientais como
A) redução do custo de produção.
B) agravamento da poluição hídrica.
C) compactação do material do solo.
D) aceleração da fertilização natural.
E) redirecionamento dos cursos fluviais.

02-(Enem 2013)
Texto I
A nossa luta é pela democratização da propriedade da terra, cada vez mais concentrada em nosso país. Cerca de 1% de todos os proprietários controla 46% da terras. Fazemos pressão por meio da ocupação de latifúndios improdutivos e grandes propriedades, que não cumprem a função social, como determina a Constituição de 1988. Também ocupamos as fazendas que tem origem na grilagem de terras públicas.
Disponível em: www.mst.org.br. Acesso em: 25 de agosto de 2011 (adaptado).

Texto II
O pequeno proprietário rural é igual a um pequeno proprietário de loja: quanto menor o negócio mais difícil de manter, pois tem de ser produtivo e os encargos são difíceis de arcar. Sou a favor de propriedades produtivas e sustentáveis e que gerem empregos. Apoiar uma empresa produtiva que gere emprego é muito mais barato e gera muito mais emprego do que apoiar a reforma agrária.
LESSA, C. Disponível em: www.observatóriopolítico.org.br
Acesso em: 25 de agosto de 2011 (adaptado).
Nos fragmentos dos textos, os posicionamentos em relação a reforma agrária se opõem. Isso acontece porque os autores associam reforma agrária, respectivamente, à:
A) redução do espaço urbano e à crítica ao minifúndio camponês.
B) ampliação da renda nacional e à prioridade ao mercado externo.
C) contenção da mecanização agrícola e ao combate ao êxodo rural.
D) privatização de empresas estatais e ao estímulo ao crescimento econômico.
E) correção de distorções históricas e ao prejuízo ao agronegócio.

03-(Enem 2010) A maioria das pessoas daqui era do campo. Vila Maria é hoje exportadora de trabalhadores. Empresários de Primavera do Leste, Estado de Mato Grosso, procuram o bairro de Vila Maria para conseguir mão de obra. É gente indo distante daqui 300, 400 quilômetros para ir trabalhar, para ganhar sete conto por dia. (Carlito, 43 anos, maranhense, entrevistado em 22/03/98).
Ribeiro, H. S. O migrante e a cidade: dilemas e conflitos. Araraquara: Wunderlich, 2001 (adaptado).
O texto retrata um fenômeno vivenciado pela agricultura brasileira nas últimas décadas do século XX, consequência
A) dos impactos sociais da modernização da agricultura.
B) da recomposição dos salários do trabalhador rural.
C) da exigência de qualificação do trabalhador rural.
D) da diminuição da importância da agricultura.
E) dos processos de desvalorização de áreas rurais.

04-(Enem 2011) O Centro-Oeste apresentou-se como extremamente receptivo aos novos fenômenos da urbanização, já que era praticamente virgem, não possuindo infraestrutura de monta, nem outros investimentos fixos vindos do passado. Pôde, assim, receber uma infraestrutura nova, totalmente a serviço de uma economia moderna.
SANTOS, M. A Urbanização Brasileira. São Paulo: EdUSP, 2005 (adaptado).
O texto trata da ocupação de uma parcela do território brasileiro. O processo econômico diretamente associado a essa ocupação foi o avanço da
A) industrialização voltada para o setor de base.
B) economia da borracha no sul da Amazônia.
C) fronteira agropecuária que degradou parte do cerrado.
D) exploração mineral na Chapada dos Guimarães.
E) extrativismo na região pantaneira.

05-(Enem 2011) No Estado de São Paulo, a mecanização da colheita da cana-de-açúcar tem sido induzida também pela legislação ambiental, que proíbe a realização de queimadas em áreas próximas aos centros urbanos. Na região de Ribeirão Preto, principal polo sucroalcooleiro do país, a mecanização da colheita já é realizada em 516 mil dos 1,3 milhão de hectares cultivados com cana-de-açúcar.
BALSADI, O. et al. Transformações Tecnológicas e a força de trabalho na agricultura brasileira no período de 1990-2000. Revista de economia agrícola. V. 49 (1), 2002.
O texto aborda duas questões, uma ambiental e outra socioeconômica, que integram o processo de modernização da produção canavieira. Em torno da associação entre elas, uma mudança decorrente desse processo é a
A) perda de nutrientes do solo devido à utilização constante de máquinas.
B) eficiência e racionalidade no plantio com maior produtividade na colheita.
C) ampliação da oferta de empregos nesse tipo de ambiente produtivo.
D) menor compactação do solo pelo uso de maquinário agrícola de porte.
E) poluição do ar pelo consumo de combustíveis fósseis pelas máquinas.





Gabarito
5-B    4-C    3-A    2-E    1-E

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Questões sobre clima e mudanças climáticas



01-(UECE 2017.1 – 1ª FASE) Os climas equatorial e subtropical úmido têm características próprias de temperatura, umidade e pressão, e são controlados respectivamente pelos seguintes sistemas dinâmicos:
A) MEC, MEA, ZCIT e MTC, MPA, MTA.
B) MTA, MTC e ZCIT, MEC.
C) ZCIT, MPA, MTC e MPA, MTC, MEC.
D) MPA, MTC e MPA, MTC.

02-(2016.2 – 2ª fase) No Brasil existe uma significativa diversidade climática com áreas mais quentes, outras mais frias, umas mais secas e outras mais úmidas. Considerando a diversidade de climas no Brasil, analise as afirmações a seguir e assinale com V as verdadeiras e com F as falsas.
( ) Na região equatorial encontra-se uma faixa de latitude que engloba a região Amazônica e a região Nordeste, que apresentam clima chuvoso e semiárido respectivamente.
( ) Na região central do Brasil e na região Sudeste, há uma bem definida estação seca e outra chuvosa.
( ) No inverno, algumas frentes frias podem atuar no Sudeste e no Centro-Oeste do Brasil.
( ) No Brasil não ocorrem interferências nos sistemas de tempo provocadas pela topografia.
A sequência correta, de cima para baixo, é
A) V, F, F, V.
B) F, F, V, F.
C) V, V, V, F.
D) F, V, F, V.

03-(uece 2016.2- 2ª fase) Os impactos das mudanças climáticas podem ser devastadores para o homem. No Brasil, os efeitos desse processo global podem provocar
A) uma redução de 4 a 8 °C na temperatura média da região Norte.
B) no Nordeste, uma tendência à aridização, com redução das chuvas no semiárido.
C) um aumento generalizado das precipitações, em todo o País, seguido da queda das
temperaturas médias.
D) um recuo da linha de costa no Nordeste, na ordem de mais de 250 m, expondo partes da
plataforma continental.

04-(UECE 2016.2 – 2ª fase) O clima da Terra é definido pela atuação do fluxo do ar e da água. Ambos interagem entre si e possuem dinâmica própria. Sobre os mecanismos de controle do clima, analise as afirmações abaixo.
I. A principal fonte de energia para a movimentação das circulações atmosféricas e oceânicas é a radiação solar.
II. Os grandes controles climáticos responsáveis pelas tipologias climáticas da Terra são temperatura, umidade e pressão.
III. No Hemisfério Sul as áreas ocupadas por continentes e oceanos possuem temperaturas mais amenas em relação ao Hemisfério Norte.
Está correto o que se afirma em
A) I e III apenas.
B) II e III apenas.
C) I e II apenas.
D) I, II e III.

05-(2016.1 – 2ª FASE) Atente aos seguintes excertos: “Por ser conectado ao clima global - associado a secas, tempestades e inundações em outros lugares - essa anomalia causa preocupação. O atual El Niño já é o mais forte registrado nos últimos 15 anos e, segundo os meteorologistas, já está ‘forte e maduro’ em novembro”;
“Organização Meteorológica Mundial alerta para ondas de calor e tempestades”;
“Somado à mudança climática, evento leva planeta a 'território desconhecido'”;
“El Niño ganha força e será um dos três piores da história, afirma ONU”.
http://g1.globo.com/natureza/noticia/2015/11/el-nino-ganha-forca-e-sera-um-dos-tres-piores-da-historia-afirma-onu2.html. 18/11/2015 10h03 - Atualizado em 18/11/2015 10h04
Considerando as causas e os efeitos do El Niño, é correto afirmar que
A) este é um fenômeno tipicamente continental, caracterizado pelo aquecimento acima do normal na América do Sul.
B) o El Niño é um fenômeno oceânico ocasionado pelo aquecimento das águas superficiais nas regiões leste e central do Oceano Pacífico, próximo à costa do Peru.
C) os efeitos deste fenômeno se manifestam em uma escala pequena atingido apenas algumas regiões do planeta, como o semiárido brasileiro.
D) um dos principais efeitos deste fenômeno é o desequilíbrio ecológico ocasionado pelo aumento acima do normal na produção de guano na costa e na região central do Peru. 

Disponível em: http://www.uece.br/cev/





Gabarito
5-B 4-C 3-B 2-C 1-A